Um Projeto: Fundação Estudar
duas mulheres conversando em cafeteria

Quer melhorar suas habilidades de liderança? Implore por feedback!

Por Rafael Carvalho

O melhor jeito de manter um desenvolvimento constante é pedindo feedback sem filtro e honesto para seus colegas de trabalho, chefes, subordinados e até mesmo amigos

Mas olha… a verdade dói. Nós escutamos coisas que não gostamos de escutar. Levamos para o lado pessoal (e às vezes o feedback é dado de uma forma que realmente é pessoal). Só que quase sempre, quanto mais ele dói, mais próximo está da verdade.

Conheça o Autoconhecimento Na Prática, programa de autodescoberta e desenvolvimento do Na Prática

Quando você receber um feedback, primeiro agradeça. Essa pessoa acabou de te dar um grande presente: ela te disse algo que você pode usar para se tornar melhor no que faz, ou se tornar uma pessoa melhor no geral. Depois, distancie-se emocionalmente desse feedback. Ele não é um julgamento sobre você como um todo, mas um reflexo sobre como você agiu em uma situação ou contexto específico.

Disseque-o como um cirurgião. Filtre-o em meio ao ruído e identifique a verdadeira razão desse feedback – geralmente, não é o que nos contaram, mas um ponto muito mais profundo e subjetivo. Reflita sobre ele e decida, por si mesmo, se você concorda ou não com ele (desligado das suas emoções, apenas como observador dos fatos).

Pode ser que você discorde e o deixe de lado, o que é ok – nem todo feedback é algo que você quer ou precisa absorver. Mas pode ser que você encontre uma pontinha de verdade que vai fazer você pensar diferente naquela determinada situação.

Conheça o Liderança Na Prática, programa de formação de lideranças da Fundação Estudar

Agora encene, na sua cabeça, de que outra maneira você teria lidado com essa situação, com base no feedback que você acabou de processar. O que você faz aqui é, efetivamente, construir novos caminhos mentais. Você treina seu cérebro para agir diferente da próxima vez que um contexto parecido aparecer. É o que atletas chamam de “visualização”.

Em pouco tempo, você vai ter incorporado uma mudança de comportamento à sua vida, que pode te tornar um melhor líder, parceiro, empreendedor… E cuidado: isso vicia! Logo logo, você vai estar implorando por um feedback.

Pascal Finette é diretor do Startup Lab da Singularity University

Este artigo foi originalmente publicado no blog do Unreasonable Institute, e a tradução aparece em Endeavor

 

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo