Um Projeto: Fundação Estudar
equipe da startup Geekie

O dia a dia na Geekie, uma startup de tecnologia em educação

Por Rafael Carvalho

Conheça o trabalho que Paula Gonçalves realiza na Geekie, empresa que desenvolve plataformas de ensino adaptativo para os setores público e privado

Paulista de Araraquara, Paula Gonçalves, 24 anos, formou-se no curso de Relações Internacionais da Facamp, faculdade particular em Campinas localizada dentro do campus da UNICAMP, conhecido polo empreendedor.

Leia também: Veja as inovações que prometem remodelar o mercado de educação

Ao concluir o curso, há um ano e meio, e começar a buscar oportunidades de trabalho, Paula já estava ciente de seu desejo de atuar num negócio com impacto social. Entre um trainee bem estruturado e com boa remuneração numa grande empresa e a perspectiva de fazer diferença na educação do país através de uma startup com forte pegada de tecnologia, escolheu a segunda opção. Desde então, ela já passou por diferentes funções na Geekie.

Educação O interesse pela área de educação é coisa antiga. Desde os dez anos de idade, Paula é membro de uma ONG internacional chamada CISV (Children’s International Summer Villages), que promove atividades educacionais com crianças e jovens de diferentes culturas, brasileiras ou de outros países, com o objetivo de desenvolver o respeito às diferenças, a resolução pacífica de conflitos e habilidades de liderança. Já durante a faculdade, estudou diferentes modelos educacionais e seu impacto no desenvolvimento dos países.

Leia também: Claudio Sassaki e os desafios de criar a Geekie, uma startup de educação

Na Geekie, ela começou trabalhando na equipe de suporte, responsável por fazer atendimento aos clientes. Com um colega, estruturou a área do zero, organizando canais específicos para cada tipo de demanda dos clientes, criando FAQ’s e tutoriais, estabelecendo critérios de prioridade para os atendimentos e dando visibilidade às questões mais importantes junto às áreas de desenvolvimento da empresa.

Paula Gonçalves [acervo pessoal]

Dia a dia Atualmente, Paula integra a frente de engajamento da startup. É responsável por medir o impacto das ferramentas inovadoras desenvolvidas pela Geekie no aprendizado dos estudantes, utilizando métricas como tempo de estudo na plataforma, número de pessoas que acessaram determinada aula, dentre outros dados que compõem relatórios para uso interno e também para alunos, professores e gestores, que podem, a partir dessas informações, fazer intervenções pedagógicas mais focadas.

Conheça o Imersão Educação, programa de preparação e decisão de carreira do Na Prática

Além disso, Paula é responsável por visitar as escolas e identificar possíveis dificuldades no uso das plataformas, de forma a obter informações que permitam às equipes desenvolvedoras aprimorar os produtos e aumentar o engajamento dos alunos nas aulas online.

Para realizar as diferentes funções que já exerceu na Geekie, Paula considera que foram importantes algumas habilidades-chave desenvolvidas no curso de Relações Internacionais, como a capacidade de entender fenômenos de forma interligada e abrangente, enxergando causas e consequências de cada ação para além do campo de visão imediato. O exercício do olhar para pessoas de diferentes culturas e a comunicação também foram aptidões importantes aprimoradas no curso, ela diz.

Paula considera que trabalhar na Geekie foi a escolha mais acertada para sua fase de vida. Ela trabalha cerca de dez horas por dia e topou uma remuneração inicial abaixo do oferecido pelo mercado, por tratar-se de uma startup, mas o valor foi logo reajustado. Seu nível de motivação e seu senso de recompensa são altíssimos. Além disso, diz que o reconhecimento por seu trabalho vem acontecendo de maneira rápida e efetiva. Em um ano, ela foi promovida duas vezes (uma delas de forma individual e outra com toda a equipe).

“Eu sinto que estou trabalhando para mim, não para uma empresa. É a tão falada visão de dono: eu realmente me sinto responsável pelo aprendizado dos alunos, pela transformação de vida deles através da educação”, resume.

Paula Gonçalves participou do Imersão Educação, programa de preparação e decisão de carreira promovido pelo Na Prática. Quer conhecer melhor as oportunidades de carreira no mercado de educação que transforma o Brasil? Saiba mais aqui

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo