Um Projeto: Fundação Estudar
criar bons hábitos

Tudo o que você precisa saber sobre criar bons hábitos

Por Leticia Moraes

Quer desenvolver uma rotina mais saudável e produtiva? Confira algumas dicas para superar todos os desafios no processo de criar bons hábitos. Passos indispensáveis e leituras que podem te ajudar e inspirar!

Quais foram as decisões que você já tomou hoje sem pensar? Acordar e mexer no celular? Ouvir música enquanto trabalhava? Conferir se trancou todas as portas de casa antes de sair? Diariamente, fazemos várias coisas no “piloto automático”. Isso acontece porque, para poupar energia e esforço, nosso cérebro usa o conhecimento já adquirido para transformar nossas decisões repetidas em hábitos. Quando percebemos, depois de um tempo, não decidimos mais. Estamos simplesmente executando as ações previamente definidas. 

Um estudo feito pela Universidade de Duke, mostrou que os hábitos são responsáveis por aproximadamente 40% das nossas atitudes diárias. Então, podemos supor que se você não cria bons hábitos durante a vida, acaba perdendo quase metade de cada dia para a improdutividade ou deixando de lado aquilo que é realmente importante. Entender a relevância de criar bons hábitos é fácil, mas colocar tudo em prática é um grande desafio para a maioria das pessoas. 

Mas será que existe um passo a passo para atingir esse objetivo? 

Como criar bons hábitos

Pesquisadores do MIT – Massachusetts Institute of Technology, fizeram importantes descobertas sobre os hábitos. Elas foram apresentadas por Charles Duhigg no best-seller “O Poder do Hábito”.

Os estudos mostraram que os nossos hábitos funcionam com base em loops neurológicos, que são constituídos por três partes: 

  • Deixa ou gatilho: é a motivação que atua como um despertador para a ação; 
  • Rotina: é a ação praticada em série em busca de uma recompensa; 
  • Recompensa: a gratificação que com o passar do tempo colabora para que o cérebro repita a ação esperando por determinado resultado.

Leia também: Quebre hábitos ruins com uma tabela que leva só 2 minutos para ser preenchida

Sendo assim, na hora criar bons, seguir algumas dicas podem fazer toda a diferença:

#1 Reflita sobre o seu dia a dia 

Identificar os componentes dos seus loops (deixa, rotina e recompensa) é essencial para conseguir mudar ou criar bons hábitos. 

Digamos que você tenha o hábito de sair da sua mesa para conversar com colegas de trabalho e percebe que ele já faz parte da sua rotina.

Agora pergunte-se: qual é a deixa para que isso aconteça? O que o impulsiona? É o tédio? A necessidade de se comunicar? Ou apenas a vontade de fazer uma pausa entre uma tarefa e outra?

E qual é a recompensa? Socializar? Mudar de ambiente? Se distrair por alguns momentos?

Identificando seus padrões de comportamento fica mais fácil evitar gatilhos que sejam prejudiciais e moldar a criação de bons hábitos por meio de recompensas que sejam valorizadas por você.

#2 Estabeleça pequenos objetivos 

Para formar bons hábitos é  preciso disciplina e determinação. Valem aquelas velhas máximas de “um dia após o outro” e “um passo de cada vez”, sabe? 

Se você tentar mudar tudo de uma vez só, é bem possível que se fruste.

Comece com simplicidade! Selecione bons hábitos que sejam mais fáceis de serem implantados no início. 

Gradativamente, você pode aumentar a dificuldade e alcançar objetivos maiores.

É impossível correr uma maratona no seu primeiro dia de treino, por exemplo. Seu instrutor irá falar para você começar com dez minutos e quando perceber que ficou fácil demais, irá aumentar o tempo do exercício. 

Quando perceber, você já vai estar correndo longas distâncias. 

#3 Busque por inspirações

Uma ótima maneira de adquirir e manter bons hábitos é buscar por referências. 

Podem ser mentores ou profissionais que você admira, em relação a hábitos específicos. 

Eles são a prova viva de que com disciplina, os bons resultados chegam. 

Se você admira o seu gestor por ele ser muito produtivo, por exemplo, pergunte quais são os hábitos que o ajudam nisso. Ele pode te dizer que sempre faz as tarefas que exigem maior nível de atenção no início da manhã.

Isso não quer dizer que você vai precisar fazer exatamente igual, mas irá te mostrar a importância de entender em qual período do dia você é mais produtivo. 

Leia também: Como parar de procrastinar definitivamente: técnicas, ferramentas, aplicativos e livros

#4 Mantenha streaks

Streak é a quantidade de vezes seguidas que você realizou uma atividade. É aquela série de vitórias na manutenção dos bons hábitos.

Vamos supor que você quer começar a meditar. Olhar para o seu app de meditação e ver que já conseguiu meditar por 10 dias seguidos já é uma recompensa.

E mais: se no 11° dia a desmotivação e aquela preguiça bater, muito provavelmente você vai se lembrar de que não quer perder o streak.

#5 Foque no longo prazo e celebre

Um dos principais desafios para criar novos hábitos é que os resultados não aparecem de maneira imediata. Quando você não vê resultados, acaba se desmotivando. 

Tenha em mente que grandes evoluções precisam de tempo. 

Para manter a determinação, uma ótima ideia é dividir o caminho em etapas, comemorando a conquista de cada uma pequena vitória. 

3 livros para se aprofundar

Quer continuar os seus estudos sobre a criação de bons hábitos, indicamos algumas leituras:

“O Poder do Hábito”, de Charles Duhigg

“Hackeando Tudo”, de Raiam Santos

“Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, de Stephen R. Covey

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo