Um Projeto: Fundação Estudar
foto de bilbioteca

Cinco dicas para quem quer trabalhar no setor educacional

Por Cecília Araújo

Saiba o que o jovem profissional precisa ter para trabalhar na área administrativa de uma instituição de ensino. Para professor, aliar a teoria e prática é essencial

Engana-se quem acha que o setor educacional atrai apenas profissionais de áreas como Pedagogia ou Letras. Se há alguns anos grande parte das instituições de ensino era vista como retrógrada, hoje há cada vez mais empresas de educação que apostam em inovação e oferecem oportunidade para quem sonha em fazer carreira. Com isso, elas têm atraído pessoas talentosas que veem no setor a possibilidade de unir a vontade de crescer com o propósito de melhorar a educação no Brasil.

Para Jeferson dos Santos, professor dos cursos de Administração de Empresas com habilitação em Comércio Exterior e Administração Geral na modalidade EAD – Ensino à Distância da Universidade Metodista de São Paulo, há muito espaço para o jovem ter realização profissional nas instituições de ensino hoje em dia.

Leia também: 6 oportunidades promissoras para quem quer empreender em educação

Mas destaca a importância da preparação para que possa potencializar seu talento e aprimorar suas habilidades. A seguir, ele dá dicas para quem deseja ingressar na área :

Prepare-se para processos seletivos

Processos seletivos podem causar ansiedade e apreensão entre os jovens, mas é possível tornar essa fase da vida mais tranquila. Jeferson afirma que a primeira coisa a se fazer é pesquisar sobre a empresa e sobre o cargo para o qual está concorrendo. “Demonstrar flexibilidade para trabalhar em qualquer cidade é um diferencial positivo, pois algumas empresas podem deslocar o funcionário para outro local de forma temporária ou permanente. Também é preciso ter amplo conhecimento das mídias sociais mais utilizadas hoje, além, naturalmente, do domínio completo do MS Office. Por fim, saber trabalhar em equipe é essencial”, diz.

Estude ferramentas administrativas

O conhecimento teórico e prático de ferramentas administrativas básicas, que ajudam a planejar o cronograma das aulas, organizar locação de alunos, dirigir e controlar os recursos da instituição, por exemplo, é muito valorizado nos processos seletivos – seja para quem trabalha com educação presencial, educação executiva ou à distância. Converse com profissionais que já trabalham em empresas do ramo a fim de saber quais ferramentas utilizam e como aprendê-las.

Procure ter experiências práticas

Quando somos estudantes, a percepção que temos de como funciona uma instituição de ensino é bastante superficial. Na medida em que você quer estar nos bastidores do setor educacional, a vivência como estagiário ou trainee pode ser uma boa oportunidade para entender as possibilidades de atuação e escolher de qual setor quer fazer parte. “Não basta conhecer as ferramentas ou técnicas de gestão, é preciso experimentar para unir teoria e prática.”

Aperfeiçoe-se em um segundo idioma

Levando em consideração o mundo globalizado em que vivemos hoje, o jovem precisa estar atento às necessidades do mercado. Aonde quer que ele vá ou com quem quer que ele se comunique, em algum momento vai precisar demonstrar fluência em outro idioma, especialmente o inglês. “A língua vem sendo cada vez mais utilizada no dia a dia de trabalho e tem caráter decisivo na hora da contratação”, aponta Jeferson.

Reflita sobre seu plano de carreira

Ter a possibilidade de trilhar um plano de carreira que faça com que se sinta realizado profissionalmente é algo bastante valorizado pelos jovens hoje, e a área educacional proporciona isso. Jeferson pondera, porém, que o crescimento dentro no setor educacional muitas vezes está atrelado à formação acadêmica. “É importante sempre buscar se desenvolver e aprimorar suas competências, para assim crescer dentro de uma instituição educacional.”

Esta reportagem faz parte da seção Explore, que reúne uma série de conteúdos exclusivos sobre carreira em negócios. Nela, explicamos como funciona, como é na prática e como entrar em diversas indústrias e funções. Nosso objetivo é te dar algumas coordenadas para você ter uma ideia mais real do que vai encontrar no dia a dia de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo