Um Projeto: Fundação Estudar

‘Brazil Conference’ seleciona estudantes brasileiros para evento em Harvard e MIT

Por Redação, do Na Prática

Por meio do programa de embaixadores, os organizadores da Brazilian Conference vão selecionar quatro estudantes brasileiros para ir com todas as despesas pagas a Harvard e MIT discutir soluções para os principais problemas do país

Em um dos últimos finais de semana de abril, em um prédio do campus de Harvard, o pesquisador Jim Collins (autor do clássico dos negócios Empresas feitas para vencer) conversava com Jorge Paulo Lemann sobre os desafios que o Brasil tinha pela frente ao longo dos próximos anos. “Nunca teremos sucesso com uma grande desigualdade”, resumiu o empresário, que considera esse o principal empecilho ao progresso brasileiro.

Ele também revelou estar bastante confiante no poder da juventude para melhorar (e muito!) o país, e logo depois convidou para juntar-se à conversa a modelo Gisele Bündchen, que assistia na plateia e ecou a fala de Lemann. Encerrava assim a segunda Brazil Conference, um evento de dois dias que tinha contado também com a participação de Carlos Ayres Brito, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, e Rodrigo Janot, Procurador-geral da República e um dos principais nomes na condução da maior investigação contra corrupção que já aconteceu no país.

Em formato de palestras e fórum de debates, a Brazil Conference surgiu de uma vontade que alunos brasileiros das universidade vizinhas de Harvard e MIT tinham de levar para esses grandes centros intelectuais as discussões sobre como solucionar os principais problemas do Brasil. Aconteceu pela primeira vez em 2015, no aniversário de 30 anos da democracia brasileira.

A próxima edição está marcada para abril de 2017, também na imediação das universidades americanas, e parte dos preparativos envolve a seleção de quatro estudantes brasileiros para desempenharem o papel de embaixadores do evento.

Os jovens selecionados participarão do evento com todas as despesas da viagem custeadas, e terão a missão de trazer de volta ao país, com ações e projetos, as discussões e temas propostos durante a conferência. Se interessou? O processo seletivo está sendo conduzido pelo Na Prática e é possível realizar a sua inscrição por aqui até o dia 11 de dezembro.

Eu me tornei embaixador da Brazil Conference por querer ser parte de uma geração de líderes que transforme nosso país e o mundo num lugar mais justo, igualitário, colaborativo, empreendedor e com oportunidade para todos”, explica David Costa, que acrescenta que o networking proporcionado durante o evento ajuda muito nesse desafio. Para ele, promover discussões sobre problemas sociais e políticos do país é o principal papel do embaixador, o que é particularmente desafiador em uma cultura em que, segundo ele, os jovens universitários têm pouco costume de se reunir e discutir os problemas sociais do país. 

É tanto servir de exemplo como também incentivar o debate e a busca por soluções”, complementa a embaixadora Laís Higashi sobre o seu papel. “O maior desafio para mim é representar bem os jovens brasileiros. Servir de exemplo e agir de maneira com que incentive outros jovens a serem agentes de mudança também é uma grande responsabilidade, mas que é também muito gratificante”, continua. Alexandre Lima e Eduarda Zoghbi, que também foram selecionados, concordam.

Se você é aluno de graduação em uma universidade brasileira e quer juntar-se a eles, com disposição para aprender, debater e compartilhar ideias sobre os problemas do Brasil e possíveis soluções, não deixe de se inscrever no programa. 

Brazil Conference
Onde? Cambrige, Estados Unidos (Harvard e MIT)
Quando? 7 e 8 de abril de 2017
Inscrições para embaixadores até 11/12, por aqui

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo