Um Projeto: Fundação Estudar

Bate-papo com Chieko Aoki

Por Rafael Carvalho

A trajetória da segunda mulher de negócios mais poderosa do Brasil

Nascida na província de Fukuoka, no Japão, Chieko Aoki veio para o Brasil aos seis anos de idade. Naturalizada brasileira, é hoje, aos 66, uma das empresárias mais respeitadas do país, à frente do Grupo Chieko Aoki, dono da rede hoteleira Blue Tree Hotels, da qual é fundadora e atual presidente. Seus 23 hotéis estão distribuídos por 18 cidades e empregam mais de 2.300 pessoas.

Em 2013, foi eleita pela revista Forbes a segunda mulher de negócios mais poderosa do país, apenas atrás de Graça Foster, e apareceu na lista de melhores executivas brasileiras do jornal Valor Econômico. Naquele ano, sua rede havia registrado um faturamento de 349,7 milhões de reais.

Seu primeiro emprego foi como secretária na Ford Motors do Brasil. Depois, formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo, fez pós-graduação em Administração na Universidade de Sofia, no Japão, e cursou Administração Hoteleira na Universidade Cornell, nos Estados Unidos.

Ao longo de sua vida profissional, Chieko Aoki trabalhou em diversos países da Ásia e Europa, além dos Estados Unidos e do Brasil. Iniciou sua atuação no ramo hoteleiro na década de 1980, como diretora de Marketing e Vendas do Caesar Park. Aos 37 anos, já era presidente da rede de luxo (hoje parte do grupo mexicano Posadas). Também foi presidente da Westin Hotels & Resorts, mais antiga e tradicional companhia hoteleira dos Estados Unidos.

Em 1992, fundou a empresa Caesar Towers, que em 1997 passou a se chamar Blue Tree Hotels. O nome vem da tradução para o inglês de seu sobrenome – Aoki significa “árvore azul”. Dez anos depois, a partir de 2007, a rede teve uma experiência internacional, com a abertura de unidades na Argentina e no Chile, mas as operações foram encerradas e a empresa voltou a focar-se no Brasil.

Conhecida por seu senso empreendedor, Chieko implementou diversas inovações no setor hoteleiro, e seus empreendimentos servem frequentemente de benchmark para os concorrentes. É dela, por exemplo, a ideia de colocar no lobby dos hoteis café sempre quente com biscoitos, de forma a agradar o cliente que fez o check-out com pressa e não teve tempo de tomar o café da manhã. O mesmo procedimento é hoje adotado em quase todas as redes hoteleiras do país.

A executiva também faz parte do Conselho de Empresários da América Latina (CEAL), do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE) e do LIDE Mulher (LIDEM). Também ocupa cadeira na Academia Brasileira de Marketing.

No bate-papo, Chieko falará sobre sua trajetória profissional, desafios de carreira e liderança feminina.

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo