Um Projeto: Fundação Estudar
dicas para mandar bem na entrevista

15 dicas para mandar bem na entrevista de emprego (e conseguir a vaga!)

Por Redação, do Na Prática

Confira o que a ciência e especialistas recomendam para quem vai encarar o recrutador. De perguntas para se ter na manga até como causar boa impressão, saiba o que é preciso para se destacar nessa etapa!

A felicidade ao receber uma ligação marcando a entrevista de emprego dá lugar a uma ansiedade sem fim. Afinal, são poucos minutos para demonstrar o seu valor, fisgar o recrutador e conquistar a oportunidade, não é? Pensando nisso, confira essa seleção de 15 dicas para mandar bem.

Entre conselhos de especialistas, consultados pela Exame e pelo Na Prática, e sugestões baseadas no que diz a ciência, confira o que aumenta suas chances de ser escolhido.

 

Leia também: Guia completo para você conseguir a vaga desejada

 

Dicas para mandar bem na entrevista de emprego

1. Preparação começa com o currículo

Para se sair bem em uma entrevista, a preparação, de acordo com os especialistas, começa ao escrever o currículo. O documento serve como fio condutor dos principais pontos que serão abordados na conversa com o recrutador.

“A primeira providência é estruturar o currículo. Ao escrevê-lo reflita sobre tudo o que aconteceu na sua trajetória quais foram os significados para a sua vida profissional”, diz Axel Werner, da Kienbaum.

Atente às entregas feitas em cada um dos lugares pelos quais passou. “O currículo deve falar dos resultados que o profissional obteve não só dos conhecimentos e atividades exercidas”, diz César Kaghofer, representante da Dale Carnegie.

2. Sentir-se confiante faz diferença

Segundo descobertas da ciência, quem se sente confiante em uma entrevista de emprego costuma ter melhor desempenho. Destaca a revista Time sobre o assunto:

“Preparar os participantes com sentimentos de poder melhora os resultados da entrevista profissional… Em ambos os estudos, os juízes inconscientes preferiram, com resultados significativos, os candidatos que se sentiam poderosos.”

3. Primeiras impressões importam (e muito)

“A primeira impressão é a que fica” não é um ditado sem fundamento. Pelo contrário, a ciência comprovou esse fato em diversos estudos. A Time vai mais longe e afirma que alguns estudiosos consideram esse o ponto mais importante das entrevistas.

“Otimize as primeiras impressões desde o início, enquadrando a conversa com algumas frases bem ensaiadas sobre como você quer ser percebido. Isso vai acabar sendo a estrutura com que a outra pessoa forma suas memórias sobre você.”

Para saber mais, acesse a matéria sobre como causar boa primeira impressão, do Na Prática.

 

Baixe modelo de carta de apresentação

 

4. Beneficie-se dos poderes da linguagem corporal

Você já ouviu falar de power posing? Basicamente, a especialista Amy Cuddy descobriu que ter uma postura confiante aumenta as chances de sucesso em qualquer situação social.

No entanto, sua maior descoberta é que essa “pose” pode ser “fingida” por quem não está, na realidade, se sentindo super seguro. Veja como, aqui! E confira as outras dicas com base na linguagem corporal para mandar bem na entrevista de emprego.

Amy Cuddy demonstrando power posing / Reprodução

5. “Imite” o estilo do entrevistador 

Essa dica para mandar bem na entrevista pode parecer estranha, mas tem fundamento. A ciência já linkou, diversas vezes, que a similaridade tem papel forte no quanto “agradamos” alguém. Não é diferente nos processos seletivos.

Isso não é o mesmo que mentir ou mudar sua personalidade. Há um tempo, Felipe Brunieri, na consultoria Talenses, deu a dica ao Na Prática:

“Cada recrutador tem uma personalidade diferente: alguns são mais sisudos e formais, enquanto outros preferem uma abordagem mais coloquial e descontraída. Identificar rapidamente esse estilo, e se adaptar a ele, conta muitos pontos ao seu favor.!

6. Divida a carreira em etapas para estruturar a conversa com o recrutador

De acordo com Werner, é importante dividir a sua carreira em etapas. “Estruture a parte da carreira onde teve aprendizado, em seguida veja onde começa a etapa de utilização das ferramentas aprendidas, que é seguida pela fase de desenvolvimento das ferramentas de liderança e por fim pela etapa de aplicação das habilidades de liderança”, recomenda.

Reflita sobre as suas atividades exercidas. Em cada uma das fases da sua carreira, esteja pronto para relacionar com os eventos transcorridos.

7. Pesquise informações sobre a empresa e o cargo

“De uma forma geral, os executivos não se preparam para as entrevistas de emprego”, diz a coach Mariella Gallo. Saber o que se espera do profissional que ocupe aquela posição é essencial para ter “ ponta da língua” a razão pela qual você pode ser a pessoa certa para o cargo. Nesse ponto vale desde conversar com pessoas que já trabalhem na empresa, como até visitar o local e se apresentar como candidato, segundo Kaghofer.

A especialista em gestão de recursos humanos, Claudia Bitencourt, lembra que tudo isso é importante para você saber responder porque quer mesmo trabalhar lá. “Quanto mais informação o profissional puder ter melhor porque é um processo de escolha mútua”, diz.

8. Estude as perguntas mais comuns

Algumas questões estarão presentes em todas as seleções. Por isso, a dica para mandar bem na entrevista de emprego é estudá-las com antecedência e dedicação. Imagine-se respondendo perguntas como:

  • Por que você se interessa em trabalhar na empresa?
  • Quais são seus pontos fortes e fracos?
  • Do que você mais se orgulha? / Quais são suas maiores conquistas?
  • Onde quer estar em 5 anos?

9. Esteja preparado para responder as mais difíceis

Não dá para prever as perguntas mais originais que o recrutador fará. Mas, tendo pesquisado sobre a companhia e sua cultura, você pode tentar se preparar para responder algo que pode surgir.

Por exemplo, se autonomia é um foco da organização, pense em como explicaria como você saber lidar bem com esse valor durante o dia a dia. E assim por diante. Confira essa lista de perguntas mais difíceis para se inspirar!

10. Foque em resolver o “problema” do recrutador

É claro que o seu objetivo é conquistar a oportunidade profissional, mas demonstre, durante a conversa, estar atento às necessidades da empresa. “O foco da conversa deve ser em resolver o problema do empregador. O que a empresa está precisando?”, recomenda o representante da Dale Carnegie.

Por isso que as informações colhidas antes da entrevista são tão importantes. São elas que darão o embasamento necessário para você mostrar que o seu perfil é indicado.

Ter ideias para que a empresa tenha melhor desempenho é uma boa para impressionar

11. Prove competências a partir de ações e resultados

Ao fazer a breve apresentação da sua carreira, geralmente algo que acontece logo no início da conversa com o recrutador, enriqueça as informações do currículo falando sobre as ações e resultados.

“É interessante listar projetos importantes que ele realizou dando exemplos, mostrando números, atos e ações”, diz Mariella. Seja específico sobre o grau de responsabilidade em cada uma das funções, diga quantas pessoas eram lideradas por você, por exemplo. Indique a quem você se reportava. Não deixe estes detalhes escaparem.

12. Utilize o método STAR para contar sobre sua trajetória

A terceira dica para mandar bem na entrevista de emprego é usar o STAR, método de estruturação que ajuda na hora de contar sua história e conquistas. STAR é um acrônimo para Situação, Tarefa, Ações e Resultado.

Basicamente, é só seguir essa ordem ao narrar seus feitos. Assim, garante que nenhum ponto importante ficará de fora. Se quiser saber mais sobre a técnica, confira a matéria dedicada ao assunto.

13. Fale sobre o seu desenvolvimento profissional

Além dos valores que você gerou nas empresas em que trabalhou, lembre-se também de abordar o aprendizado para o desenvolvimento profissional.

Mesmo fora da fase de aprendizado, propriamente dita (faculdade, estágio, pós-graduação), o desenvolvimento deve ser mantido. “É trazer uma nova perspectiva e mostrar que a sua carreira é pautada em desafios”, lembra Werner.

Promoções, novos projetos e equipes ensinaram o quê? Quais as novidades em cada etapa da carreira merecem destaque, na sua opinião? Claudia lembra que o autoconhecimento é a regra de ouro. “Uma pessoa que não se conheça não tem ideia clara do potencial das suas realizações”, diz.

14. Atente à comunicação, treine antes se for preciso

Sem esta competência, você não conseguirá fazer absolutamente nada do que os especialistas recomendam nos itens anteriores. “As pessoas falham muito na comunicação”, diz Kaghofer. Não se esqueça de que a prática é a mãe da excelência. Treine, pratique, desenvolva esta habilidade.

15. Faça perguntas relevantes

Por fim, para mandar bem na entrevista de emprego, pergunte coisas relevantes. A maior parte das entrevistas, em algum momento, o recrutador pergunta ao candidato se ele tem alguma questão. Esse comportamento não é em vão ou apenas um gesto educado do entrevistador. Na realidade, o candidato pode realmente utilizar a oportunidade para tirar uma dúvida.

Porém, se aqui, o candidato mostra interesse e conhecimento com uma pergunta bem construída, pode se destacar da competição. Tente algo como “como você caracterizaria a cultura da empresa?” Ou, se precisar de mais inspiração, confira as duas matérias do Na Prática sobre o assunto.

 

Com informações de artigo originalmente publicado em EXAME.com

O que achou do post? Deixe um comentário ou marque seu amigo